Not support Recaptcha
Pular navegação

Preparação

Unicamp 2022: como se preparar

21 de outubro de 2021

Tags

  • unicamp
  • vestibulares

estudante prestando vestibular Unicamp 2022

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), uma das instituições de ensino superior mais renomadas da América Latina, tem um dos processos seletivos mais concorridos do País.

Para muitos estudantes brasileiros, ser aprovado nesse vestibular é um grande sonho, já que ter uma formação de qualidade no currículo abre muitas portas na carreira profissional dos jovens.

Se você faz parte do grupo de estudantes que gostariam de ser aprovados no vestibular da Unicamp, está na hora de começar a se preparar. Afinal, a próxima edição está chegando. Confira as datas:

  • Primeira fase: 7 de novembro de 2021
  • Segunda fase: 9 e 10 de janeiro de 2022

Pensando em ajudar nessa jornada de estudos, o Poliedro Curso preparou uma série de dicas importantes. Além disso, vamos apresentar quais são os temas mais cobrados nas duas fases. Acompanhe a leitura!

Como vai funcionar o vestibular Unicamp 2022?

A instituição já anunciou que deve seguir o mesmo modelo de aplicação utilizado em 2020. Dessa forma, a primeira fase será composta por 72 questões objetivas e terá quatro horas de duração.

Já a segunda fase será composta por dois dias de prova, com cinco horas de duração cada. No primeiro dia, há uma redação, oito questões de Português e duas de Inglês. No segundo dia, os candidatos precisam fazer 22 questões. Destas, 12 variam de acordo com o curso escolhido.

No caso dos cursos de Exatas e Tecnológicas, os candidatos fazem seis questões de Física e seis de Química. Para os cursos de Biológicas e Saúde, são seis questões de Biologia e seis de Química. Por fim, quem estiver prestando a prova para cursos de Artes e Humanas resolve seis de História e seis de Geografia.

O que o vestibular da Unicamp espera dos candidatos?

Conquistar uma boa pontuação na prova da Unicamp pode ser desafiador para a maioria dos candidatos(as). Confira a seguir cinco informações importantes sobre o perfil desse vestibular.

  1. A prova exige bastante interpretação

Ao contrário de alguns vestibulares, a prova da Unicamp não costuma ter pegadinhas nos enunciados das questões ou cobrar conteúdos que não são ministrados com profundidade no ensino médio.

Porém, isso não significa que o exame não tem um grau de dificuldade alto. O vestibular da Unicamp exige do candidato uma ampla habilidade de interpretação e capacidade de reunir conhecimentos diversos para responder às questões.

Ou seja, não basta saber apenas os conceitos de cada disciplina; é preciso saber também como fazer a leitura correta da situação proposta e estar atento ao que realmente cada questão pede.

  1. O modelo de redação é diversificado

No processo seletivo da Unicamp, a redação equivale a 20% da nota final do estudante, um quesito importante para a aprovação.

Enquanto a maioria dos vestibulares cobra o formato clássico de dissertação em suas provas, os gêneros exigidos na redação da Unicamp variam a cada ano. Nas avaliações, a instituição oferece duas opções diferentes ao candidato.

No último ano, por exemplo, os estudantes puderam escolher entre um discurso político e um texto de entrada para diário. Essa diversificação dos gêneros textuais exige que os vestibulandos estejam preparados para lidar com diferentes estruturas na hora de construir uma redação.

  1. A segunda fase atribui pesos diferentes para cada matéria

Caso o candidato seja aprovado na primeira fase do vestibular, terá que se preparar para a segunda etapa. Nessa nova fase, o peso de cada matéria varia de acordo com o curso desejado.

O Poliedro Curso recomenda que os estudantes busquem quais são as disciplinas com maior peso no curso que vão prestar. Isso pode ser feito diretamente no site da COMVEST, a Comissão Permanente para os vestibulares da Unicamp.

Assim, se você estiver com duas questões em branco na hora da prova, por exemplo, deve fazer primeiro a que possui um maior valor no processo seletivo do seu curso.

  1. As questões da segunda fase têm itens independentes

Na segunda fase do vestibular da Unicamp, as questões são dissertativas e compostas por itens A e B. Cada uma vale quatro pontos, dois pontos por item.

Não existe a possibilidade de receber uma nota fracionada, ou seja, o vestibulando pode obter notas 0, 1 ou 2. Mas a boa notícia é que os itens são independentes entre si! Então, se você não souber resolver o item A, por exemplo, deve pular e resolver o item B, sem desistir de responder toda a questão.

  1. A prova aborda temas atuais

A prova da Unicamp é conhecida por ser bastante atualizada, trazendo notícias sobre acontecimentos recentes e análises contemporâneas. Por isso, na hora de estudar para o exame, é importante se manter atualizado no noticiário, especialmente acerca de temas políticos, econômicos, sociais e ambientais.

Nas questões da prova, o estudante vai encontrar textos, imagens e gráficos para interpretar. As redes sociais são outro tópico frequente entre as questões. É possível se deparar com memes e publicações de Twitter, Instagram e Facebook, entre outros formatos. Por isso, saber fazer análises e correlações é essencial para ter um bom desempenho.

O que cai no vestibular da Unicamp 2022? Principais temas por disciplina na Primeira e Segunda Fase

Uma das dúvidas mais comuns de quem vai prestar o vestibular é quais são os temas mais recorrentes na prova da Unicamp.

Para contribuir ainda mais com o bom desempenho dos estudantes, o Poliedro elaborou um estudo que analisa os tópicos mais cobrados em cada disciplina nos últimos cinco anos, em questões objetivas e dissertativas dos principais vestibulares do País, incluindo a Universidade Estadual de Campinas.

Veja abaixo os conteúdos recorrentes no vestibular da Unicamp:

Português

Primeira fase

  • Tendências contemporâneas e literatura africana de língua portuguesa (15,3%).
  • Origens do realismo e do realismo machadiano (14,11%).
  • Estrutura e formação das palavras (13,28%).
  • Modernismo no Brasil: 2ª geração (prosa) (9,96%).
  • Modernismo no Brasil: 3ª geração (6,64%).

Segunda fase

  • Modernismo no Brasil: 3ª geração (19,84%).
  • Estrutura e processo de formação de palavras (18,25%).
  • Quinhentismo, barroco e arcadismo (12,70%).
  • Trovadorismo, humanismo e classicismo (7,14%).
  • Modernismo em Portugal (7,14%).

Interpretação de texto

Primeira fase

  • Aspectos do texto (34,90%).
  • Intertextualidade e interdiscursividade (16,13%).
  • Implícitos, ambiguidade e semântica (12,90%).
  • Tipologia textual e gêneros discursivos (8,50%).
  • Variação linguística (8,50%).

Segunda fase

  • Aspectos do texto (52,03%).
  • Intertextualidade e interdiscursividade (12,16%).
  • Coesão (12,16%).
  • Implícitos, ambiguidade e semântica (9,46%).
  • Tipologia textual e gêneros discursivos (4,73%).

Inglês

Primeira e segunda fase

  • Interpretação de texto (100%).

Matemática

Primeira fase

  • Introdução à álgebra linear (1,96%).
  • Relações e funções (8,7%).
  • Polinômios (7,61%).
  • Sentenças matemáticas e modelagens algébricas (7%).
  • Probabilidade (6,7%).

Segunda fase

  • Introdução à álgebra linear (16,67%).
  • Relações e funções (10,98%).
  • Razões e proporções (10,16%).
  • Probabilidade (6,5%).
  • Polinômios (6,5%).

Física

Primeira fase

  • Energia, trabalho e potência (12,2%).
  • Hidrostática (10,82%).
  • Dinâmica (6,97%).
  • Calorimetria (6,97%).
  • Ondulatória (6,25%).

Segunda fase

  • Energia, trabalho e potência (13,11%).
  • Impulso, quantidade de movimento e análise dimensional (9,43%).
  • Resistores (9,43%).
  • Gravitação (7,38%).
  • Hidrostática (6,56%).

Química

Primeira fase

  • Estudos físicos, sistemas e misturas (18,8%).
  • Soluções (9,32%).
  • Equilíbrio químico (9,32%).
  • Radioatividade (6,58%).
  • Termoquímica (6,58%).

Segunda fase

  • Equilíbrios, hidrólise e solubilidade (10,31%).
  • Termoquímica (9,54%).
  • Ligações químicas, polaridade e forças intermoleculares (8,78%).
  • Leis ponderais e estequiometria (8,78%).
  • Polímeros (8,78%).

Biologia

Primeira fase

  • Grupos zoológicos (8,93%).
  • DNA e RNA (7,14%).
  • Bioenergética (7,14%).
  • Vírus (7,14%).
  • Filo Chordata (7,14%).

Segunda fase

  • Genética (10,38%).
  • DNA e RNA (9,62%).
  • Composição química dos seres vivos (6,92%).
  • Enterozoários (6,92%).
  • Nutrição e secreção vegetal (6,92%).

História

Primeira fase

  • Segunda Guerra Mundial, Guerra Fria e mundo contemporâneo (13,3%).
  • Idade Moderna (11,7%).
  • Regime Militar (9,84%).
  • Grécia e Roma (6,91%).
  • Revolução Russa e entreguerras (6,91%).

Segunda fase

  • Segunda Guerra Mundial, Guerra Fria e mundo contemporâneo (25,21%).
  • Segundo Reinado (11,16%).
  • Administração colonial e extensão territorial (8,68%).
  • Sistema e economia coloniais: séc XVI e XVII (6,61%).
  • República Velha (6,61%).

Geografia

Primeira fase

  • Urbanização (9,68%).
  • Climatologia (9,18%).
  • Ordem mundial e conflitos (9,18%).
  • Cartografia (8,44%).
  • Geomorfologia (7,94%).

Segunda fase

  • Urbanização (10,64%).
  • Problemas urbanos (10,64%).
  • Climatologia (7,66%).
  • Geografia agrária (7,66%).
  • Hidrografia (6,81%).

Filosofia

Primeira fase

  • Nascimento da Filosofia (25%).
  • Filosofia do Renascimento (25%).
  • Filosofia contemporânea – tradição continental (25%).
  • Filosofia contemporânea – ética e filosofia política (25%).

Segunda fase

  • Filosofia helenística (56,25%).
  • Platão (43,75%).

Sociologia

Primeira fase

  • Sociologia da cultura (44,83%).
  • Poder e dominação (27,59%).
  • Sociologia do século XX (27,59%).

Segunda fase

  • Século XXI (100%).

Arte

  • Múltiplas artes (50%).
  • Arte no século XIX (50%).

Agora que você já sabe o que cai no vestibular da Unicamp, que tal conhecer a metodologia do Poliedro Curso para melhorar ainda mais o seu desempenho na prova?

O Poliedro Curso é reconhecido por sua qualidade acadêmica diferenciada, dispondo de acompanhamento individual e apoio ao estudante na gestão do tempo dentro e fora de sala de aula. Nosso objetivo é ajudar cada estudante em sua evolução para enfrentar todos os desafios desse período. Acesse o site e saiba mais!

Siga o Poliedro Curso
nas redes sociais.

O que podemos fazer
pelo seu futuro?

Notícias relacionadas

Assine nossa newsletter