Um encontro para a vida



Em janeiro de 2016, quatro jovens do nordeste do país saíram de suas cidades rumo a São José dos Campos, no interior de São Paulo, com destino ao Alojamento Poliedro. O espaço é destinado a abrigar estudantes vindos de outros municípios e estados que têm o propósito de se preparar para os vestibulares mais concorridos do país no Curso Poliedro.

ITA amigos do nordesteDa esquerda para a direita: Matheus Goiana, Cacio Chacon, Eduardo de Albuquerque e Gabriel Gondim durante a visita dos aprovados ITA

Assim que chegaram ao local, Caio Chacon da Rocha Brasil (22 anos, de João Pessoa-PB), Gabriel Mendes Cabral Gondim (18 anos, também de João Pessoa-PB), Eduardo de Albuquerque Cavalcanti Filho (19 anos, de Ipojuca-PE) e Matheus Goiana Novaes Correia Carvalho (20 anos, de Petrolina-PE) se encontraram e descobriram que, além de serem da mesma região do Brasil, compartilhavam do mesmo sonho: passar no ITA.

Além de estudarem na mesma Turma, os jovens ainda dividiram o quarto no Alojamento Poliedro e, dessa maneira, teve início uma grande história de amizade, perseverança e conquistas.

O sonho de estudar no ITA e a escolha pelo Poliedro – Matheus conta que sempre se identificou com a área de Exatas. “Gostei muito da cultura iteana e prometi a mim mesmo que ingressaria no Instituto. Escolhi o Curso Poliedro devido aos excelentes resultados obtidos nos últimos vestibulares da instituição. Isso me trouxe bastante confiança”, afirma.

Já Eduardo diz que ouviu falar pela primeira vez sobre o ITA em Recife. “Me senti atraído pela proposta de ensino de qualidade e assim nasceu o sonho de entrar para o ITA. Optei por fazer a preparação no Poliedro principalmente pelo fato de ter o alojamento, onde você não precisa se preocupar com mais nada a não ser estudar”, relata.

Apoio em todas as horas – Logo na primeira semana de aula, Gabriel teve um sério problema de saúde. “Eu estava assistindo a uma aula de Matemática e comecei a sentir uma dor que foi piorando até ficar insuportável. Saí da sala e pedi para ir ao hospital rapidamente. O coordenador do curso Thiago Costa me levou e na mesma noite eu já estava sendo operado com urgência. Fui acompanhado pela Roseli Bueno Limeira, coordenadora educacional do Alojamento Poliedro, até que minha mãe chegasse de João Pessoa na manhã seguinte”, lembra.

Após uma segunda cirurgia, o estudante teve que se ausentar das aulas do curso durante três meses. Nesse período, sua mãe, Eloisa Oliveira Mendes, veio morar em São José dos Campos para acompanhar o tratamento do filho, que passou a estudar sozinho em casa.

Diante desse acontecimento, os amigos de Gabriel não mediram esforços para motivá-lo durante a sua recuperação. “Nós íamos visitá-lo e tentávamos ajudá-lo da melhor forma possível para que ele pudesse se manter atualizado sobre os assuntos estudados. O Gabriel teve muita força e perseverança. Ficamos muito felizes com a aprovação dele. Agora, todos nós estudamos no ITA”, comemora Matheus.